Peer Group – Apoio e Desafio

You deserve the best in life,
so if the time isn’t right then move on.
Seconde best is never enough,
you’ll do much better baby on your own

Express Yourself, Madonna

 

 

 

Será que sou só eu … que gosto de Apoio e Desafio?

Já lá diz o ditado “Diz-me com quem andas e dir-te-ei quem és”.

É difícil de negar a influência que a energia dos grupos tem sobre os indivíduos. O tipo de energia do grupo pode e certamente irá ter um impacto significativo nos elementos individuais que o constituem e isso pode ser tão possibilitador como limitador. Hoje venho apresentar o conceito de Peer Group. Já alguma vez ouviu falar?

O que é um Peer Group?

O Peer Group, tal como o nome indica é o seu grupo de pares. Apesar desta denominação estar muitas vezes associada a pessoas do nosso âmbito profissional, o conceito de Peer group pode estender-se a áreas muito mais vastas como romance, saúde, liderança pessoal ou mesmo dinheiro.

O Peer Group é um conjunto de pessoas que nos apoia e está presente para nós nos momentos em que caímos nos buracos do percurso para os nossos sonhos. No entanto, são as pessoas que depois de nos segurarem durante a queda, nos desafiam a voltar para o nosso percurso e a terminar o que nos propusemos fazer. São aqueles que nos dizem exatamente aquilo que precisamos de ouvir, mesmo que não seja aquilo que nós gostávamos que nos dissessem. São pessoas que nos admiram exatamente como somos e que nos querem ver crescer cada vez mais e que, quando já tivermos crescido, nos querem ver voar. Uma pessoa que seja nosso Peer não se importa se estamos a crescer ao ponto de a ultrapassar. Essa pessoa sabe que o nosso sucesso não inviabiliza o seu, quanto muito poderá mesmo catapultá-lo. Estas pessoas celebram genuinamente as nossas vitórias e lembram-nos do nosso valor quando tropeçamos num sobressalto que por, momentos, nos tira do nosso caminho.

Estas também podem ser pessoas que nos inspiram a ser melhores, ou pelo seu percurso pessoal ou profissional, ou pelos conhecimentos ou experiência que têm sobre uma determinada área. Podemos ter uma pessoa que nos apoia e desafia na área dos negócios. Podemos ter um casal que nos inspira na área do romance ou família. Podemos ter um amigo ou familiar que nos estimula a viver  coerentemente com os nossos valores porque nos admira exatamente como somos.

Está satisfeito com o seu Peer Group?

A primeira coisa a saber é se o seu Peer Group tem qualidade, ou seja, se as pessoas que constituem esse Peer Group têm as características certas para fazerem parte deste grupo. Uma coisa maravilhosa sobre os seres humanos é que têm a possibilidade de escolher os elementos do seu grupo, por isso pode começar a escolher exatamente as pessoas que são possibilitadoras na sua vida. É importante ter em atenção que as pessoas que nos rodeiam nem sempre são nosso Peer Group, mesmo que estejam disfarçadas disso.

Já alguma vez se sentiu cheio de energia porque deu um passo muito importante na sua vida e quando o partilhou com uma determinada pessoa ficou completamente desiludido com a sua reação? Já alguma vez estava bem-disposto e animado e quando falou com uma certa pessoa sentiu-se totalmente drenado e angustiado? Certamente que isto já lhe aconteceu e é quase certo que essa pessoa não pode ser considerada uma pessoa do seu Peer Group, principalmente se essas situações forem recorrentes.

A sugestão que lhe deixo é que comece a relacionar-se apenas com as pessoas que estão consigo, ora com um ombro amigo, ora com uma agulha para o estimular a avançar. Pense um bocadinho sobre a sua rede de influência. Outra coisa a fazer é agendar encontros frequentes com essas pessoas. Estar com elas, ouvir as suas sugestões, criar compromissos com elas sobre os seus projetos e pedir-lhes para que o relembrem desses compromissos.

Quem sabe se um dia eu farei parte do seu Peer Group. Para mim será um privilégio.

A sua Coach,
Joana Areias

14 Comments

  1. 2-3-2016

    Alô.. Alô..
    Boa tarde Joana realmente eu adoro os seus emails parecem que são concebidos especificamente para mim.
    Sem dúvida o grupo de pessoas com quem nos relacionamos acabam por fazer uma enorme diferença na nossa vida ou para melhor ou não.
    Eu algum tempo para cá li um artigo sobre o nosso ciclo de influências e confesso que tenho feito uma selecção das pessoas que me rodeiam, e tenho afastado as pessoas tóxicas da minha vida..
    Obrigado por me inspirar e sem dúvida que você pertencerá ao meu peer group.
    Aliás já pertence…. ahah beijinho e um dia muito feliz..

  2. 12-23-2015

    Mais uma vez… obrigada, Joana!

  3. 5-28-2015

    Parabéns Joana!!!
    Muito edificante estas informações. Trabalhava em uma empresa que me consumia a atenção, tempo e saúde, mas apesar de estar pouco debilitado, conseguia ir ao trabalho e desempenhar meu “papel”. Isso mesmo, “papel”.
    Descobri depois que me afastei de todas as atividades para me recuperar minha saúde por uma doença neurológica desencadeada por um estresse excessivo. Pessoas que se declaravam amigas do peito, não passaram um SMS, e-mail ou um WhatsApp. Resultado, me esforcei tanto, perdi minha saúde e sei que agora exerci um papel de ator de teatro!!! Mas ainda bem que encontramos esses pontinhos de luz como você. Muito Obrigado
    Gostaria muito de visitá-la, mas estamos um pouco longe, sou do Brasil, da cidade de São Paulo. Quando for a Portugal lhe farei uma visita. Abraços

  4. 4-22-2014

    Muitos parabéns joana!!
    Por mim já faz parte do meu grupo peer group!!!
    Espero um dia fazer parte do seu!
    um grande beijinho de sucesso
    filipa

  5. 1-19-2014

    Achei muito interessante e verdadeiro o que você disse.Eu concordo. Já havia pensado sobre esta questão. A diferença é que agora vou colocar em prática . Há pessoas que funcionam como uma boa semente no jardim da nossa vida e outras são como uma erva daninha.Basta pararmos e prestarmos atenção para verificarmos que isso faz sentido.Obrigada

  6. 1-12-2014

    Não sabia sobre o que se tratava o Peer Group, ótimo artigo, obrigada pelas informações.

  7. 12-20-2013

    Excelente texto. Parabéns.

  8. 12-18-2013

    Joana voce é uma otima pessoa p/ lidar tanto na vida ,trabalho,conselho,e parece que em todos os relacionamentos pois disse tudo que eu esperava me fez lembras tempos distantes da minha vida vou tando p/as amizades que tinha quando era um pouco mais jonvem lembrei de varios amigos que hoje são profissionais em suas area.Hoje quero abrir meu proprio negocio e alguns desses me fizeram,ensinaram,ajudaram a creser.Voce me deu uma ideia de procuralos e ver se eles querem entra nesse desafio.Obrigado …

  9. 12-17-2013

    Gosto bastante desta ideia (que nunca tinha ouvido falar)

    Obrigada 🙂

  10. 12-17-2013

    Joana, Esse é um conceito completamente novo para mim. Uma possibilidade fantástica. Tanto de um lado como do outro, ou seja, tanto em estar em auxilio como de necessitar do auxílio de alguém confiável. Além de nos alertar das pessoas que nos rodeia e que sao sinceras e que desejam um relacionamento saudavel, baseado no apoio, reconhecimento, sinceridade, confiança… Parabéns!! Sucesso nas suas postagens!

  11. 12-17-2013

    Eexcelente artigo e com certeza voce e um otimo exemplo de pessoa para fazer parte de peer group.

  12. 12-16-2013

    Inspirador! Acredito que o trabalho em equipe, sem foco no ego, contribui em muito na evolução de cada pessoa. O trabalho quando realizado individualmente também leva ao autoconhecimento e prosperidade, porém é um processo mais moroso, pois a avaliação de si é influenciada pelas próprias emoções que obscurecem a nossa visão, nos impedindo de ver coisas a nosso respeito que outras pessoas próximas a nós veem claramente. Excelente artigo Joana. Obrigado por compartilhar.

  13. 10-7-2013

    Olá Joana, realmente é muito interessante ouvir a esse respeito, e justamente nessa época que venho observando justamente isto, que algumas pessoas drenam minha energia. Quase sempre estou alegre e rindo à toa, e quem olha de fora pensa que é porque eu tenho uma vida dos deuses e não imaginam que é porque eu simplesmente prefiro rir do que ficar com cara de ué, então elas se aproximam e ainda tem coragem de comentar que eu não possuo problemas, com aquela intenção de dizer sorte a minha porque elas estão cheias. Adivinha o que acontece no transcorrer das horas? Fico sem energia, parecendo uma morta viva. É realmente muito chato isso. Seu texto é muito interessante e vem ao encontro do meu, simplificando de maneira clara o que acontece comigo.
    Grande beijo
    Jucilaine

  14. 9-5-2013

    Muito bom, Joana! Parabéns!!! Muitos beijinhos do Algarve!!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *