Paradoxos do amor

O Amor é tão complexo e ardiloso porque é formado por um conjunto intricado de enormes paradoxos.

 

 

Tens de te amar como és e, ao mesmo tempo, ser um ser humano melhor a cada dia.

Tens de desejar coisas maravilhosas e, ao mesmo tempo, seres grato pelo que tens.

Tens de deixar fluir e aceitar que cada coisa chega no momento certo e, ao mesmo tempo, ir à procura desse amor que desejas e criar o momento certo hoje e sempre.

Existe uma medida perfeita de cada um dos seus componentes para cada pessoa e o segredo é tentar encontrar essa medida, lembrando sempre que ela não é estanque. Essa medida muda connosco, evolui, altera-se e por isso é um trabalho para toda a vida e um constante regular.

Por isso, é preciso ter a humildade de perceber que não se descobriu a fórmula certa e assim ficará, para todo sempre. Isso não acontece em nenhuma área da nossa vida e, especialmente, não acontece no Amor. E mesmo que queiramos induzir esse efeito estático e desejar com todas as células do nosso corpo que este momento nunca mude, a vida vai encarregar-se de nos tirar o tapete e impor uma mudança dessa medida que, por escassos momentos eternos, foi perfeita.

Portanto, para ti que estás radiante de amor hoje, lembra-te … também isso irá passar. Fica atento e mantém-te esperto.

Para ti que estás perdido à procura da fórmula certa para ti e te sentes como um termostato avariado ao que parece ser uma eternidade, lembra-te … também isso irá passar. Mas continua à procura da medida certa para ti porque o Amor vale mesmo a pena.
 E, verdade seja dita, por muito céptico que estejas neste momento em relação ao Amor, só precisas de uma pequena e insignificante razão e voltas a acreditar num ápice 🙂

“You’re not broken, just bent. You can learn to Love again” (P!nk)

Tem uma linda sexta feira 🙂

Jo ♥

 

(Texto escrito no meu perfil de facebook num daqueles momentos de inspiração que me apetece partilhar com o mundo  )

Photo by: Hugo Macedo

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *